A dieta das famosas: Jejum Intermitente emagrece mesmo?

0

Especialistas defendem que o jejum intermitente, realizado por um período de tempo determinado emagrece mesmo e ainda garante maior qualidade de vida. Saiba mais sobre a prática que vem conquistando os brasileiros, inclusive algumas famosas como Sabrina Sato e Deborah Secco!

A apresentadora Sabrina Sato passou 14 horas sem comer para estar em forma no Carnaval, enquanto que a atriz Deborah Secco chegou a ficar 23 horas em jejum para perder os quilos que ganhou durante a gravidez. Passar períodos de tempo sem comer é visto com bons olhos por nutricionistas e especialistas da área fitness. Eles têm sugerido aos seus pacientes períodos de jejum intermitente para emagrecer, desintoxicar o organismo e até mesmo melhorar a qualidade de vida.

O que é o Jejum Intermitente?

Alguns especialistas em nutrição otimizada, não consideram o jejum uma dieta, já que a prática seria a ausência de alimentos. O fato é que a primeira mudança visível é o emagrecimento em um curto período, pois a pessoa não vai ingerir nada, sendo o suficiente para perder o excesso de peso, além de também regularizar os níveis de insulina no sangue, hormônio que armazena gordura. Baixando a insulina o jejum intermitente abre acesso para outros hormônios, como glucagon, cortisol e adrenalina, queimarem  a gordura.

Uma das vantagens do jejum intermitente é que você vai queimar gordura sem perder massa muscular ou massa magra.  O detalhe é que a a massa é mantida porque o jejum eleva o hormônio do crescimento e isso previne qualquer queima de músculo, ou seja, ele consome energia e caloria somente por existir. E você deve ter em mente que perder massa muscular não é e nunca será adequado para o processo de emagrecimento.

Outro fato interessante sobre o jejum intermitente é que o metabolismo basal também não desacelera, pelo contrário, ele vai gastar a quantidade de calorias no dia que uma pessoa precisa para manter o mesmo peso. As pessoas acham que não comer vai desacelerar o metabolismo e queimar menos calorias, mas estudos mostraram que ele continua acelerado até em longos jejuns.

Existe tempo ideal para o jejum intermitente?

Para que o jejum comece a fazer efeito e a trazer benefícios, seria necessário ficar mais de 12 horas sem se alimentar, existem pessoas que ficam até 24 horas sem comer, porém isso não é indicado. Suponha que você costuma jantar às 20 horas por exemplo, poderia pular o café da manhã no dia seguinte e almoçar às 12 horas, sendo assim ficaria 16 horas sem comer, incluindo o tempo em que estiver dormindo. Especialistas afirmam que não é necessário jejuar todos os dias, você pode ficar em jejum uma, duas ou três vezes na semana, dependendo de seu estilo de vida e de seus objetivo.

Jejum Intermitente mais alimentação saudável

Se o seu objetivo de jejuar for emagrecer, tenha em mente a importância em ter uma alimentação saudável no restante no dia. Se caso você tenha o hábito de enfiar o pé na jaca, não vai adiantar muito ficar horas sem comer. O ideal seria excluir da dieta alimentos processados, refinados, açúcares e as gorduras ruins, como óleos vegetais de milho, canola e soja que encontrados na margarina, por exemplo. O correto seria antes de fazer o jejum intermitente se adequar a novos hábitos alimentares, pois se você se alimenta de maneira incorreta há muito tempo, provavelmente vai se sentir para baixo, com fome e sendo assim vai acabar condenando o método.

O que seria autofagia segundo Yoshinori Ohsumi? 

Outro benefício proporcionado pelo jejum intermitente é a autofagia, ou seja, a reciclagem das células mortas, um tema que garantiu o prêmio Nobel de Medicina e Fisiologia ao cientista Yoshinori Ohsumi em 2016. O pesquisador japonês estudou o processo de reciclagem das células quando a pessoa está em jejum e verificou que acontece uma espécie de limpeza para se certificar de que o corpo está funcionando bem.

Yoshinori Ohsumi descobriu que os problemas nesse mecanismo estão ligados diretamente ao surgimento de doenças como diabetes do tipo 2 e também o mal de Parkinson. Podendo afirmar que o jejum intermitente além de emagrecer rapidamente, ainda beneficia a saúde, prevenindo doenças que chegam com o envelhecimento e promovendo uma vida mais longa e saudável.

Beba muito liquido

Durante o jejum, é necessário ter uma atenção especial a respeito da hidratação. Por isso, alguns líquidos são permitidos, como água com e sem gás, chá e café sem adoçante ou açúcar, e o consumo de gorduras puras como o óleo de coco, por exemplo. Tais alimentos não vão quebrar o jejum, além disso, jejuar vai ficar mais fácil com a ingestão de líquidos.

Gorduras puras como manteiga e óleo de coco podem ser adicionadas ao café, pela manhã, para ajudar na sensação de saciedade durante o jejum. Mas fique atento ao exagero se o seu objetivo seja perder peso.No caso você não deverá tomar óleo de coco e manteiga em excesso porque irá forçar seu corpo à queimar essa gordura antes de queimar aquela que esta acumulada. Tudo deve ser ponderado, porém o ideal mesmo seria beber o líquido puro.

Jejum Intermitente: A dieta da Sabrina Sato

Jejum Intermitente - Sabrina Sato

No caso da Sabrina Sato a estratégia de jejum intermitente foi de 14 horas alguns dias na semana. Como vimos este é hoje um método muito utilizado visando a maior utilização da gordural corporal como fonte de energia. Além de ajudar a dar mais definição muscular, ajuda ainda no controle da ingestão alimentar e principalmente na produção de energia física e mental. É um método que funciona para geração de energia e perda de gordura corporal eficiente e mais rápida. A maior ingestão de gordura boa visa melhora do aspecto da pele, tonificação, maior saciedade e redução de gordura corporal.

O que entrou no cardápio da Sabrina Sato?

Nesta etapa ela investiu em alimentos fontes de gordura boas, como coco, abacate, açaí e oleaginosas, frutas de baixo índice glicêmico e com propriedades anti inflamatórias (frutas vermelhas, kiwi, maçã..) e vegetais. Houve algumas restrição de alimentos, como carne vermelha, além de refrigerantes, alimentos gordurosos, preparações açucaradas e produtos muito industrializados.

Dê sua nota:
RuimRegularBoaÓtimaExcelente (1 votos, media: 5,00 de 5)
Loading...
Compartilhe:

Deixe um comentário